EN ES PT

Autoridades Competentes e Investigadores a trabalhar em conjunto em prol do OEM na Macaronésia

FRCT

Regional Fund for Science and Technology

Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (FRCT) é um organismo público tutelado pela Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, do Governo Regional dos Açores, com personalidade jurídica e dotado de autonomia administrativa e financeira. A missão do FRCT é promover a I&D+I no Sistema Científico e Tecnológico dos Açores (SCTA), através das seguintes ações:

– Financiamento de bolsas de Investigação;

– Incentivo à participação de outras entidades do SCTA em programas e projetos internacionais;

– Prestação de apoio ao SCTA na preparação de propostas de projetos;

– Participação em projetos de I&D+I integrados em programas de financiamento externos.

 

MEMBERS

Maria Luz Parâmio (Project Coordinator)

Maria.lp.martin@azores.gov.pt

Maria Vale (Project Manager)

Maria.la.vale@azores.gov.pt

Beatriz Cândido (Communication Officer)

Beatriz.a.candido@azores.gov.pt

DRAM

Direção Regional para os Assuntos do Mar Do Governo Regional dos Açores

A Direção Regional dos Assuntos do Mar (DRAM) do Governo Regional dos Açores tem por missão contribuir para a definição da política regional nos domínios da valorização do Mar dos Açores, da gestão integrada e sustentável do espaço marítimo, da exploração oceanográfica, do licenciamento de usos do mar e seus fundos e do ordenamento e proteção das orlas costeiras, bem como orientar, coordenar e controlar a sua execução. A DRAM é entidade responsável pela implementação da Diretiva OEM no Arquipélago dos Açores. A DRAM foi criada pelo Decreto Regulamentar Regional n. 17/2010 / A, e seu mandato está atualmente estabelecido para o Decreto Regulamentar Regional n. 11/2013 / A

MEMBERS

Filipe Porteiro

filipe.jm.porteiro@azores.gov.pt

Gilberto Carreira

gilberto.mp.carreira@azores.gov.pt

Susana Brasil

susana.fp.brasil@azores.gov.pt

Aida Silva

Aida.MR.Silva@azores.gov.pt

SRA-DROTA

Secretaria Regional do Ambiente- Direção Regional de Ordenamento do Território do Governo Regional da Madeira

A Direção Regional de Ordenamento do Território e Ambiente (DROTA) é uma Direção Regional na dependência da Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais (SRA) do Governo Regional da Madeira. Tem como missão  implementar e coordenar a política regional de gestão da qualidade do meio ambiente, do setor da água, do mar, do planeamento do espaço marítimo, das informações cartográficas e cadastrais, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e articulado entre as diversas políticas setoriais.

MEMBERS

Manuel Ara Oliveira

manueloliveira@gov-madeira.pt

Vítor Jorge

vitor.jorge@madeira.gov.pt

Nádia Coelho

nadia.coelho@madeira.gov.pt

Ricardo Nóbrega

ricardonobrega@gov-madeira.pt

Isabel Lopes

isabellopesg@gmail.com

DGRM

Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (Portugal)

A DGRM – Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos é um serviço central da administração direta do Estado, dotado de autonomia administrativa que se rege através de princípios de responsabilidade, transparência, equidade e qualidade.

A DGRM, tem como missão o desenvolvimento da segurança e dos serviços marítimos, incluindo o setor marítimo-portuário, a execução das políticas de pesca, da aquicultura, da indústria transformadora e atividades conexas, a preservação e conhecimento dos recursos marinhos, bem como garantir a regulamentação e o controlo das atividades desenvolvidas nestes âmbitos.

MEMBERS

DGPM

Direção Geral do Política do Mar (Portugal)

A Direção-Geral de Política do Mar do Ministério do Mar (MM) de Portugal, abreviadamente designada por DGPM, é um serviço central da administração direta do Estado, dotado de autonomia administrativa.

A DGPM tem por missão desenvolver, avaliar e atualizar a Estratégia Nacional para o Mar (ENM), elaborar e propor a política nacional do mar nas suas diversas vertentes, planear e ordenar o espaço marítimo nos seus diferentes usos e atividades, acompanhar e participar no desenvolvimento da Política Marítima Integrada da União Europeia e promover a cooperação nacional e internacional no âmbito do mar.

MEMBERS

IEO

Instituto Español de Oceanografia

O Instituto Espanhol de Oceanografia (IEO) foi criado pelo Decreto-Real de 17 de abril de 1914, é uma Organização Pública de Investigação (OPI) dedicada à investigação das ciências do mar, especialmente em relação ao conhecimento científico dos oceanos, sustentabilidade dos recursos pesqueiros e ambiente marinho. O IEO depende do Ministério da Ciência, Inovação e Universidades.

O IEO não se limita à realização de investigações básicas e aplicadas, mas também fornece consultoria científica e tecnológica às administrações em assuntos relacionados à oceanografia e ciências do mar. De facto, de acordo com a Lei de Pescas Marinhas de 2001, o IEO é o órgão de investigação e assessoria para a política do setor de pescas do Governo Espanhol, como também é o representante científico e tecnológico da Espanha na maioria dos fóruns e organizações internacionais relacionadas ao mar e seus recursos.

O IEO é um organismo autónomo, com personalidade jurídica e patrimonio próprio, com uma força de trabalho aproximada de 700 pessoas - das quais 80% são equipas de investigação ou de apoio a esta.

O Instituto Espanhol de Oceanografia promove investigações básicas e aplicadas em oceanografia e ciências do mar, além de outros serviços de desenvolvimento científico-tecnológico e manutenção de atividades industriais, sociais e comerciais, com o objetivo de aumentar o conhecimento científico dos oceanos e que eles realizem um uso sustentável deles.

MEMBERS

Pablo Abaunza

pablo.abaunza@ieo.es

Sonsoles González Gil

sonsoles.gonzalez@ieo.es

Sebastián Jiménez Navarro

sebastian.jimenez@ieo.es

Maria Teresa García Santamaria

teresa.gsantamaria@ieo.es

Olvido Tello Antón

olvido.tello@ieo.es

María Gómez Ballesteros

maria.gomez@ieo.es

Pedro Vélez Belchi

pedro.velez@ieo.es

Pablo Martín-Sosa Rodríguez

pablo.martin-sosa@ieo.es

Carlos Luis Hernández González

carlos.hernandez@ieo.es

Catalina Perales Raya

catalina.perales@ieo.es

Luis Miguel Agudo Bravo

luismi.agudo@ieo.es

US

University of Seville

A Universidade de Sevilha (Departamento de Geografia Humana) tem uma vasta experiência no estudo socioeconómico dos assuntos marítimos, que foi derivado de projetos europeus - incluindo o Mestrado Erasmus Mundus de Ordenamento Espaço Marítimo - bem como de trabalhos de consultoria realizados para a Administração Espanhola e organizações internacionais. O Grupo de Investigação “Gestão Costeira e Tecnologias de Informação Geográfica” é composto por membros do Departamento de Geografia Humana e do Departamento de Geografia Física e Análise Geográfica Regional da Universidade de Sevilha, bem como investigadores dentro do centro de investigação públicos.

MEMBERS

Juan L Suárez-de Vivero

vivero@us.es

Juan C Rodríguez Mateos

juancarlos@us.es

David Florido del Corral

dflorido@us.es

UCA

University of Cádiz (Spain)

A Universidad de Cadiz (UCA) foi fundada em 1979 para promover a educação, a investigação e a transferência de conhecimento. Oferece uma ampla gama de programas acadêmicos, incluindo os primeiros graus, mestrados e doutoramentos, leccionados nos seus quatro campus. A Universidade de Cádiz constitui uma ponte acadêmica e científica entre a Europa, o norte da África, a América Latina e a antiga União Soviética, e isso se reflete na América Latina, no Estreito de Gibraltar e nas fundações universitárias espanholas e russas.

A nossa especialização está alinhada com os tópicos do Horizonte 2020 relacionados com os Desafios Societais 2 (Segurança Alimentar, Agricultura Sustentável e Florestas, Marinha, Investigação Marítima e Interior e Bioeconomia), 3 (Energia Segura, Limpa e Eficiente), 4 (Transporte Inteligente, Sustentável e Integrado) e 5 (Ação Climática, Meio Ambiente, Eficiência de Recursos e Matérias Primas).

O elevado nível de excelência dos nossos investigadores e das nossas infraestruturas permitiu à Universidade de Cádiz coordenar e liderar o Campus Internacional de Excelência do Mar CEI· MAR. Desde a sua origem, o CEI · MAR foi estruturado como um sistema real para a Ciência, Inovação e Empresas. Além disso, as atividades científicas sempre têm em mente as necessidades de inovação da rede de negócios.

O projeto concedido em 2011 é hoje uma realidade que estrutura a atividade marinha na Andaluzia, englobando todo o conhecimento especializado em CEI· MAR, tornando-se em poucos anos uma referência internacional em ensino e investigação nas questões marinhas incluídas nas Ciências, Engenharia e Humanidades Toda esta agregação de informação gerida pelo CEI · MAR permite canalizar soluções para os desafios societais derivados dos aspectos marinhos nas duas bacias oceânicas ligadas pelo Estreito de Gibraltar.

O CEI · MAR é um ponto de encontro e centro de colaboração entre pesquisadores e instituições. É um campus que busca continuamente a excelência, levando suas atividades à frente. Tornou-se um campus especializado e criativo; um campus comprometido com suas instituições, território e sociedade. É também um campus diversificado, internacional e multicultural; bem como um apoio e sustentável. Em suma, um campus de todos e para todos. CEI · MAR é um projeto único que forma o grande "Campus del Mar".

MEMBERS

Dr. Manuel Arcila Garrido

manuel.arcila@uca.es

Dr. Juan Manuel Barragán Muñoz

juan.barragan@uca.es

Dr. Javier García Sanabria

javier.sanabria@uca.es

Dr. Javier García Onetti

javier.onetti@uca.es

Dra. María De Andrés García

maria.deandres@uca.es

Dr. Alfredo Fernández

alfredo.fernandez@uca.es

Dr. Adolfo Chica Ruiz

adolfo.chica@uca.es

Dr. Pedro Arenas Granados

pedro.arenas@uca.es

Dra. Ana Macías Bedoya

ana.macias@uca.es

Dr. Jose Antonio López

joseantonio.lopez@uca.es

Dr. Jesús Romero

jromero.gonzalez@uca.es

Dr. Victor Cordero

victor.cordero@uca.es

Dra. Cristina Pallero

cristina.pallero@uca.es

ECOAQUA-ULPGC

Universidad de Las Palmas de Gran Canaria

ULPGC participa no projeto MarSP através do Insituto de Investigação em Aquacultura Sustentável e Ecosistemas Marinhos (ECOAQUA), o qual  é o parceiro principal no MarSP. O ECOAQUA  está localizado no Parque Científico e Tecnológico e contém a infraestratura de aquacultura maior e mais moderna de Espanha (> 5.000 m2), a qual está incluída em duas Redes Europeias de Infraestruturas de Investigação de Excelência, AquaExcell e  MERIL.

ECOAQUA, com mais de 70 cientistas como recursos de investigação, desenvolve um Programa de Doutoramento com prémio de excelência desde 1991, que se denomina por Aqualcultura e Ecossistemas Marinhos (ACUISEMAR), promove um Curso de Mestrado em Aquicultura e participa no Mestrado em Oceanografia. O Instituto está organizado em 4 Grupos de Investigação de renome:  o Grupo de Investigação em Biodiversidade e Conservação tem como principal objetivo a biodiversidade marinha, com taxonomia, biogeografia, macroecologia, pesca sustentável, áreas marinhas protegidas e sistemas de informação geográfica aplicados como tópicos específicos. O Grupo de Investigação em Turismo, Planeamento e Legislação Ambiental é dedicado à análise de legislações e convenções relacionadas a diversas atividades, como o turismo costeiro, no âmbito marinho. O Grupo de Investigação em Ecofisiologia de Organismos Marinhos trabalha principalmente no metabolismo e produção de ecossistemas planctônicos, bem como em águas-vivas e nas interrelações ambientais da poluição plástica nos mares e nos ecossistemas costeiros. O Grupo de Investigação em Aquacultura desenvolveu um grande número de investigação de alta qualidade sobre nutrição de peixes, melhoramento seletivo, bem-estar, criação de filhotes, diversificação de espécies e criação de larvas.

Dentro do MarSP, o ECOAQUA está liderando o WP5 dedicado à interoperabilidade de dados MSP e plataformas MSP, porque é necessário fazer um esforço para padronizar, quando possível, informações relacionadas ao mar fornecidas pelas três regiões da Macaronésia, orientando a construção das plataformas digitais OEM em os respectivos Arquipélagos da Macaronésia e torná-los compatíveis com os requisitos da UE, como a Diretiva Inspire. Além disso, o pessoal da ECOAQUA está envolvido em outros WPs para fornecer informações atualizadas sobre os setores marítimos que operam nas águas nas Ilhas Canárias.


MEMBERS

Ricardo J. Haroun Tabraue (Profesor Marine Conservation)

ricardo.haroun@ulpgc.es

Adolfo Jiménez Jaén

(Professor Law)

Inmaculada González Cabrera

(Profesor Law)

Mª del Pino Rodríguez González

(Profesor Law)

Mª M. Gómez Cabrera

(Profesor Marine Ecophysiology)

José Juan Castro Hernández

(Profesor Fisheries)

Andrej Abramic

(Post-Doc Researcher Data Management)

Gercende Courtoise de Viçose

(Post-Doc Researcher Aquaculture)

Francisco Otero Ferrer

(Post-Doc Researcher Habitats)

Yáiza Fernández-Palacios Vallejo

(Post-Doc Researcher Coastal Management)

Alicia Herrera Ulibarri

(Post-Doc Researcher Microplastics)

M. Alejandro García Mendoza

(GIS Technician - Contract ULPGC)

Marcial Cosme de Esteban

(Doctorate Student Habitats)

Inmaculada Herrera Rivero

(Post-Doc Researcher Oceanography)

María del Pino Domínguez Cabrera

(Profesor Law)

EXPERT GUESTS

FGF/UAç

Fundação Gaspar Frutuoso / University of the Azores

A Fundação Gaspar Frutuoso (FGF) é uma Fundação Pública de Direito Privado criada, por iniciativa da Universidade dos Açores (UAc), em 1999. No quadro de uma estreita colaboração com a UAc, a FGF fomenta atividades de cariz científico, tecnológico, social, cultural, artístico, desportivo, económico e ambiental, entre outros, através da promoção e da participação em concursos, programas e projetos, assim como do desenvolvimento de ações de formação, consultoria e divulgação. A Fundação é parte integrante da Universidade dos Açores, que possui, uma vasta transmissão de conhecimento no âmbito do Ordenamento do Espaço Marítimo.

MEMBERS

Prof. Helena Calado

helena.mg.calado@uac.pt

Marta Vergílio

marta.hs.vergilio@uac.pt

Mario Caña Varona

mario.c.varona@uac.pt

Cláudia Hipólito

claudia.ls.lopes@uac.pt

ADVISORY BOARD

Alejandro Iglesias Campos

a.iglesias-campos@unesco.org

MSc Physical Geography, University of Seville, Spain) is currently Programme specialist at the Marine Policy and Regional Coordination Section of the Intergovernmental Oceanographic Commission of UNESCO.  He is in charge of integrated coastal area management, marine spatial planning and large marine ecosystems activities, including aspects of policy data, information and decision support tools.

IOC MSP : http://msp.ioc-unesco.org   

IOC Institutional: http://ioc.unesco.org


Orlando Umpiérrez García

Orlando Garcia, has a degree in Tax Consultancy and Management from the University School of Business Studies of Santa Cruz of Tenerife, a Master degree in Business Management from ESADE, being also accredited as Superior Technician of Navigation, Fishing and Transport. Untill July 2015, Orlando developed the activity of Manager and General coordinator of the IDEO Foundation. He has been Councilman of the Arrecife City and Director General of Water of the Government of the Canary Islands. Currently he is the General Director of Fisheries at Secretary of Agriculture, Livestock, Fisheries and Water of the Government of the Canary Islands. Beyond these activities, Orlando is also a member of the Fisheries Advisory Council, Canary Islands Aquaculture Commission, and the Canary Islands ports Council.    

http://www.gobiernodecanarias....

Helena Maria Gregório Pina Calado

helena.mg.calado@uac.pt

Helena Calado holds a Degree in Geography and Regional Planning and a PhD in Land Use Planning and Environmental Management. She is currently a researcher at the MARE-Marine and Environmental Sciences Centre and Professor at the Biology Department of University of the Azores where she teaches Spatial Planning, Legislation, Environmental Management and Maritime Spatial Planning. With over 25 years of experiences in land use planning, coastal zone management plans, and environmental impact assessments, she is currently focusing her research on climate change impacts and mitigation measures, marine protected areas, and maritime spatial planning for small islands, particularly for the Azores.

Telmo Morato

Telmo Morato (PhD) is engaged in deep-sea research to advance the understanding of marine systems in a changing planet, and to promote sustainable management of marine ecosystems. His research focus on seamount, pelagic and deep-sea ecology, and ecosystem based management approaches, with a special focus on the Atlantic Ocean but with extensions to other ocean basins. Telmo has published 1 book on Seamounts, over 60 peer-reviewed articles, 10 book chapters, and many reports such as chapters in the UN World Ocean Assessment and IPBES regional assessments. Telmo’s research has informed marine policy at Regional, National, European, and International levels, such as the regulatory processes under the United Nations Convention on the Law of the Sea aiming at achieving the UN Sustainable Development Goals. He has led the SEMPiA workshop where a strategic environmental plan for deep seabed mineral exploration in the Atlantic was developed. Telmo is the National representative in the ICES working group on deep-water ecology and has been invited to several public hearing at the European parliament

Lisa Pinto de Sousa

lisa@ua.pt

Lisa P. Sousa has a scientific background in Environmental Engineering with experience in Spatial Planning and Management. Since 2008 she has been working has a research fellow at CESAM and has been collaborating in several international and national research projects. In 2017 she concluded her PhD in Environmental Science and Engineering, entitled ‘Model to integrate ecosystem services into the planning process’. Her primary research interests are: (i) integrated planning and management of coastal and marine areas, having been involved in the Strategic Environmental Assessment of the Portuguese MSP, in the Ovar – Marinha Grande Coastal Zone Management Plan (POOC OMG), and in the SIMNORAT and TPEA projects, among others; (ii) ecosystem services and its integration in planning and management of complex social-ecological systems, subject of her PhD; (iii) stakeholders engagement, having been involved in a number of workshops and focus groups developed under LAGOONS and ADAPT-MED research projects, but also POEM and POOC OMG; (iv) risk assessment, having been involved in the mapping and analysis of flood risk and vulnerability in the scope of ADAPTARia research project; and (v) Geographical Information Systems (GIS) and spatial analysis, present throughout several projects.

http://www.cesam.ua.pt/lisasousa

Dr Manuel Lago

Manuel.lago@ecologic.eu

Dr. Manuel Lago, is an experienced researcher and consultant in environmental/natural resource economics and a Senior Fellow at Ecologic Institute in Berlin, where he has been working since 2009. Manuel Lago specializes in the economic analysis of environmental policies and regulations, water resource economics, environmental valuation, and compliance cost accounting. Additionally, his research at Ecologic Institute includes the analysis of economic aspects related to the practical implementation of the Water Framework Directive (WFD), the Marine Strategy Framework Directive (MSFD), biodiversity protection policies, and Adaptation to Climate Change strategies. Manuel Lago is currently the coordinator of AQUACROSS, a H2020 Research and Innovation Action, which seeks to advance knowledge and application of ecosystem-based management for aquatic ecosystems to support the timely achievement of the EU 2020 Biodiversity Strategy targets. In addition, Manuel has been actively involved in a number of large European research projects sponsored by the European Commission Directorate-General for Research and Innovation (e.g. FP7 BIOFRESH, EPI-WATER, REFORM, ECONADAPT, DESSIN). Manuel Lago has worked as a consultant for the European Commission, the European Environment Agency, the Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD) among others.

https://www.ecologic.eu/3471

aquacross.eu

Isabel Lopes

Isabel Lopes holds a degree in Geography and Regional Planning and a master degree in Territorial Management. She´s an expert on maritime spatial planning, sea cluster and blue growth, especially for Macaronesia Region. She was responsible for the elaboration of the Situation Plan for Maritime Spatial Planning for Madeira subdivision, in this moment she´s the advisory board for the project MarSP, on the PLASMAR project she´s responsible for the blue growth and INSPIRE directive and also is responsive for the economic part of the new report of Maritime Framework Directive for Madeira subdivision. She´s have several publications, such as: Proposal for the constitution of a sea cluster and the role played by maritime spatial planning, Blue growth for a better development of the sea, Macaronesian blue growth: current status and future needs, The situation plan: a decisive step engaging stakeholders in marine spatial planning. 

Subscribe a nossa Newsletter

Subscreva a nossa mailing list

* campo obrigatório